quinta-feira, 22 de julho de 2010

Grrrrrr


Nervos, nervos e mais nervos. Medo, muito medo. Ansiedade, tanta que me deixa incapaz de fazer alguma coisa produtiva. Angústia, tão profunda que não há palavra para descrevê-la. Pesadelos, todas as noites, que só me deixam adormecer às 2 da manhã, depois de horas a rebolar de um lado para o outro...
Tudo porque tenho uma cadeira para fazer e parece que não há maneira de arrumar com ela!
Só me apetece rascar tudo que é apontamento, exame, rascunho que fui acumulando e pegar-lhes fogo! Prometo que no dia que conseguir passar é exactamente isto que vou fazer! Raios partam!

Sem comentários: